Revistas de Invenção – Terra Roxa

terra_roxa

Em 20 de janeiro de 1926 saiu a primeira edição de Terra Roxa e outras terras, que já foi definido como um “periódico Pau Brasil”, em referência ao manifesto de Oswald de Andrade. Editado por Antônio de Alcântara Machado e A. C. Couto de Barros, o jornal teve sete números publicados até setembro do mesmo ano. Terra Roxa conta com colaboração de remanescentes de Klaxon, A Revista e Estética, além de dois nomes do Rio Grande do Norte, Luiz da Câmara Cascudo e Jorge Fernandes.

A apresentação do primeiro número já dá o tom descontraído e bem-humorado que marcará Terra Roxa: “Parece que este jornal, ao nascer, dá prova de uma coragem digna do Anhanguera: destina-se a um público que não existe. O seu programa é isso mesmo: ser feito para o homem que lê. A nossa terra roxa, mercê de sua fertilidade complexa e exagerada, tem dado à luz tudo que é o sonho de uma imaginação de pioneiro: açúcar, arranha-céus, trens elétricos, lança-perfumes, diretórios políticos, ônibus e até literatos. Tudo. Menos ali nesse banco de jardim inglês, ou nessa rede de fazenda, ou nesse pullman da Paulista, a entidade rara e inestimável que é um homem que lê. Pois é para esse homem imaginário, ou pelo menos ainda incógnito como um rei em viagem de recreio, que decidimos imaginar, criar e jogar no mundo o Terra Roxa… e outras terras. Entre nós, o fenômeno é singular: não é o leitor à procura de um jornal, mas o jornal à procura de um leitor.”

Segundo Cecília de Lara, “Terra Roxa reflete um momento tranquilo, até mesmo apático, no panorama do Modernismo. Quando Klaxon surgiu, em 1922, logo após a Semana de Arte Moderna, havia uma arte oficial a ser combatida, pois autores, públicos, críticos, estavam estabilizados em posições acadêmicas, as quais se acomodaram. Em 1926, obras fundamentais do movimento já tinham sido publicadas, e o modernismo se difundia e se diversificava, no espaço e nas posições estético-ideológicas. Os participantes de Terra Roxa sentem a distância de etapas vencidas e tentam fazer uma revisão do momento anterior, considerando ultrapassados certas atitudes e procedimentos literários”.

TERRA ROXA 2

Categories:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: