Ilessi, cantora tem seu clipe vetado

Ilessi é uma mulher negra que insiste em viver de seu canto nesses tempos de mordaças.

Desde 2011, a cantora de 35 anos vem trabalhando em pesquisas, composições e canto. Em entrevista para o iMMub, conta:

“O meu pai, Gonzaga da Silva, é compositor. Cresci vendo ele receber os parceiros lá em casa, em Jacarepaguá, e acordando de madrugada para se trancar no banheiro com o gravador e compor, sempre em jorros criativos, canções lindas. Por isso, a primeira música que gravei em estúdio, no ano 2000, tinha que ser dele. Escolhi ‘Sem fronteiras’, parceria com Arnaldo Costa”, diz.

Um dos pontos altos foi o intercâmbio que fez na Suécia, entre 2014 e 2015, através da UniRio, onde estuda licenciatura em música. Além da turnê do seu segundo disco Mundo Afora.

Recentemente, a cantora teve seu clipe “Ladra do Lugar de Fala” vetado no canal Bis por ter viés político.

Com roteiro e direção assinados por Paulo Almeida, editor de nosso Cadernos de Música, que tem música de Thiago Amud , direção de arte de Karla Pessôa , fimagem e edição de Stefano Stefanon  e produção de Ruth Fleury.

O clipe ainda conta com os músicos Vovô Bebê, Guilherme Lirio, Uirá Bueno e Elísio Freitas. E ainda as participações de André, @lucas.dasarts, Magna, @marcellegomess, @rabralino, Rocino e @umbertom_oficial.

O clipe continua disponível no YouTube e divulgamos aqui:

youtube https://www.youtube.com/watch?v=k74hZTJd2D8&w=560&h=315

Categories:
%d blogueiros gostam disto: